O Hospital Álvaro Cunqueiro de Vigo acolheu no passado dia 2 de junho a reunião de lançamento do projeto CÓDIGOMÁIS , enquadrado no Programa de Cooperação Transfronteiriça Interreg V-A España-Portugal (POCTEP), coordenado pela ACIS, com um orçamento de €2,2 milhões. O desafio deste projeto passa pela criação e dinamização de um ecossistema transfronteiriço inovador, na área da saúde, que promova a cooperação de acordo com o modelo de “hélice quádrupla” (administração, centros de I&D+i e universidades, empresas e utilizadores finais).

Coordenado pela Agência para a Gestão do Conhecimento em Saúde (ACIS), participam no projeto quatro outras organizações galegas e quatro portuguesas. Da parte da Galiza, as Universidades de Santiago e de Vigo (USC e UVigo), o Cluster Saúde de Galicia (CSG) e o Cluster Tecnológico Empresarial das Ciências da Vida (BIOGA). Do Norte de Portugal, o International Iberian Nanotechnology Laboratory (INL), o Health Cluster Portugal (HCP), a Universidade do Porto – Faculdade de Medicina (FMUP) e o Centro Clínico Académico de Braga (2CA- Braga).

 

A reunião de lançamento do projeto, na qual estiveram representados todos os parceiros, serviu para coordenar e calendarizar os trabalhos, que se estenderão até ao final de 2019, distribuindo-se pelas seis atividades em que o projeto está estruturado:

1) Estabelecimento e consolidação do Ecossistema Inovador
2) Valorização de projetos de I&D e promoção de projetos “âncora” no ecossistema
3) Inovação em Serviços através da inovação social
4) Internacionalização do Ecossistema Inovador
5) Gestão e Coordenação
6) Comunicação

Nos próximos meses, durante o primeiro semestre do projeto e no contexto da atividade 1 (coordenada pelo HCP), o CÓDIGOMÁIS irá desenvolver uma análise das necessidades e características do ecossistema transfronteiriço de inovação, envolvendo os principais stakeholders de ambos os lados da fronteira, assim como desenvolver uma base de dados de organizações públicas e privadas que tenham interesse e capacidade para participar no ecossistema. Com este propósito serão realizados dois workshops. O primeiro deles em Portugal, no mês de julho, e um segundo na Galiza, no final de setembro.

Estes trabalhos serão a base para a elaboração, também durante este ano, de um plano estratégico do ecossistema que defina prioridades e um plano de ação quinquenal, e ao que se ligará o desenvolvimento de uma plataforma web que servirá de espaço virtual para o encontro e a troca de informações entre os membros do ecossistema.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*